Bem Estar Pena Branca


Os burros são animais resistentes e bem adaptados à vida em climas quentes e ambientes inóspitos. Porém, não dispensam de alguns cuidados básicos que devem ser tomados em conta.

Os asininos vivem cerca de 15 anos no meio selvagem e uma média de 30 a 35 anos como animal de companhia. Estes animais são considerados adultos quando atingem a idade dos 3 anos e considerados velhos sensivelmente aos 20 anos. O peso de um burro adulto pode variar entre os 100 kg e os 400 kg e a altura entre os 80 cm e 1,50 metros ao garrote.

O mínimo de condições para ter este animal corresponde à disponibilidade de uma pastagem de pelo menos ½ hectare (por animal) e um pequeno armazém para seu resguardo e do seu alimento, fundamentalmente durante o período invernal. Os burros, sendo oriundos das estepes planálticas do nordeste africano, estão melhor adaptados aos períodos quentes e secos, e toleram pior os períodos chuvosos e húmidos/frios. Nesses períodos, há uma maior propensão para problemas respiratórios e ao nível dos cascos. Assim, a zona coberta deve ser bem arejada, mas também proteger o animal de correntes de ar e da chuva. Ter também em atenção que o estábulo ou abrigo deve ser regularmente limpo de estrume acumulado, um fator importante para a manutenção de um ambiente higiénico e preventivo de doenças.

O pavimento não deve ser escorregadio, húmido ou frio, e deve ter espaço suficiente que permita que o burro se possa deitar. O estábulo ou abrigo deve ainda obedecer a outros requisitos, nomeadamente a instalação de manjedouras colocadas à altura indicada (cerca de 1 metro do solo), a serem limpas com regularidade, e dispor de água limpa todo o dia, recomendando-se para isso os bebedouros automáticos. Em condições ideais, o estábulo deve ter acesso direto e estar aberto para uma área aberta ou cercado, protegida por vedações fortes e seguras, excluindo-se o arame farpado pelos perigos que apresenta (recomenda-se uma vedação eletrificada). A área deve ser suficientemente ampla para os animais se exercitarem livremente e espojarem. No caso de não haver árvores, devem ser construídos taipais para sombra, muito apreciada durante os meses de Verão.

Outro aspeto a ter em conta é a natureza do burro como um animal gregário, não devendo por isso ser mantido sozinho. É sempre preferível manter pelo menos dois animais juntos (2 fêmeas, 1 fêmea e um macho castrado, 2 machos castrados). Caso não seja possível, poderá mesmo ser mantido com um animal de outra espécie (cavalo, cabra, ovelha, cão, entre outros).